quarta-feira, 30 de março de 2011

Por Trilhos Exclusivos de Monfortinho

O convite surgiu! “Querem pedalar por trilhos únicos de Monfortinho e Vale Feitoso?” Vindo do Amigo Abílio Fidalgo, a resposta só poderia ser uma e só uma… Claro que sim! O Fidalgo já nos habituou à mestria e arte de bem acolher, nos seus 3 Raid’s Castelo Branco - Termas de Monfortinho (2008, 2009 e 2010)… mas este era um convite diferente, singular e aliciante!

Um grupo de amigos de Águeda, liderado por Daniel Oliveira, veio pelo segundo ano consecutivo desfrutar de um fim-de-semana no grupo hoteleiro “Ô Hotels & Resorts” - Termas de Monfortinho, com o objectivo de procurar a evasão, descontracção e divertimento que esta zona do país proporciona! Este grupo hoteleiro tem colocado ofertas aliciantes no mercado onde a prática do desporto BTT na região não é esquecida. A família não fica esquecida em casa e podem simultaneamente usufruir de todas as potencialidades das unidades hoteleiras e do espaço acolhedor e tranquilo que estas proporcionam! Tradição, carácter, sossego, exclusividade, conforto, intimidade… podem ser algumas das muitas qualidades que aqui poderemos encontrar… e usufruir na máxima plenitude! Eu fui até lá e pude comprovar isso mesmo!

A azáfama começa sempre cedo em dias como este! Depois de reunidos, eu (João Valente), Agnelo Quelhas e Abílio Fidalgo rumámos às Termas de Monfortinho, pouco passava das 7:15. Fomos cordialmente recebidos no Hotel Astória, onde tomámos o pequeno-almoço. O Hotel Astória, concebido nos anos 40, é um exemplo da arquitectura da época, com linhas elegantes e simples, bem convidativo ao repouso e à serenidade dos arredores do hotel! Quase caía na tentação de por ali ficar numa sessão de termalismo e SPA… deixando o BTT para segundo plano! Ehehehe…


Nada disso… estávamos ali para um dia pleno de divertimento em prol do BTT com um grupo bem simpático de aficionados da prática! O cenário de pedal… esse era bem diferente do que estamos habituados!! Os Trilhos exclusivos de Monfortinho, Vale Feitoso e Penha Garcia esperavam por nós! O dia prometia!

Já de barriga composta nos aposentos do Hotel Astória, seguimos para a entrada do Hotel Fonte Santa, onde, pelas 8:30, o grande grupo tinha ordem de reunião. Recentemente renovado o Hotel Fonte Santa é um hotel de charme que combina elegância, intimidade e conforto. Seria aqui que iríamos mais tarde reviver em conjunto os bons momentos do dia num lanche-ajantarado. Mas até lá… muitas aventuras tínhamos pela frente…

No topo das escadas de acesso à recepção do Hotel Fonte Santa, Abílio Fidalgo iniciava o briefing para o grupo, que atenciosamente ouvia algumas informações relativas ao passeio. Discurso, breve, conciso… mas importante! Não poderíamos partir rumo aos trilhos sem antes fazer a fotografia de grupo neste mesmo local! Agora sim… venham de lá esses trilhos! O passeio começara!

Os trilhos estavam ali logo ao lado numa saída da lateral do Hotel Fonte Santa. Terreno bastante pesado e molhado face às chuvas que recentemente assolam a região ditavam que apesar da quilometragem não ser elevada (54km’s estimados), o esforço poderia fazer-se sentir-se nos últimos km’s!! Seguimos assim em andamento suave e tranquilo, típico de passeio guiado!

O Rio Erges (Eljas ou Erjas em castelhano) iria ser nossa companhia, à direita, durante os primeiros quilómetros do percurso. Este rio define na maior parte do seu curso a fronteira hispano-portuguesa. Espanha, esteve sempre ao alcance da nossa visão, embora nunca tivéssemos pisado território de “nuestros hermanos”! Escusado será dizer que o seu leito nesta altura do ano é cheio de correnteza, galgando com força as rochas escarpadas que atravessam o seu caminho! Um espectáculo de rara beleza, que pudemos acompanhar durante bastante tempo! Muito Bonito! A entrada na Herdade do Vale Feitoso fez-se próximo à descida mais perigosa do percurso, com cerca de 2,5 Km’s percorridos! Uma descida algo técnica e com alguma pedra solta fez as atenções redobrarem-se para evitar o perigo de acidente! Todos passámos incólumes! Estamos a pedalar em plena Herdade do Vale Feitoso, umas das maiores herdades privadas portuguesas, com cerca de 7000 hectares. Um território que tem de tudo um pouco, desde a Agricultura, à Floresta, à Caça Maior e Menor até às belas paisagens que se podem observar, quer Portuguesas, quer Espanholas. Não é todos os dias que temos a oportunidade de percorrer estes trilhos exclusivos de bicicleta... hoje essa oportunidade foi-nos concedida! Tínhamos de a aproveitar ao máximo!

Com cerca de 10 km’s de percurso, e num ambiente fantástico, fomos brindados com as primeiras pancadas de água, que nos foram fazendo companhia aqui e a acolá durante grande parte do percurso! O dia tinha tudo para ser magnífico, não fosse a chuva desvanecer a luminosidade do céu e fazer-nos sentir um pouco mais molhados que o habitual! Apesar de não podermos contornar esta situação, todos lidámos bem com o assunto e ninguém “baixou armas” face à chuva!! Já estamos habituados! Eheheheh…

Impermeáveis apostos, qual carapaça de cágado (que avistámos durante o percurso!!!), e seguimos caminho, sempre ladeando o Erges. Passagem pela Vaquilha (Antigos Viveiros), sobe e desce ligeiro com toda a flora verdejante do vale a entrar-nos olhos a dentro e a apelar ao “click fotográfico” Sem dúvida um cenário de beleza ímpar!

Seguimos o track marcado por GPS, sempre com objectivo de tentarmos surpreender alguma caça grossa que por aqui abunda! Os “Safaris fotográficos“ em Vale Feitoso são oportunidades óptimas para, todos aqueles que gostam da Natureza, verem, e fotografarem, em plena liberdade, veados, gamos, muflões e javalis! De facto… tivemos azar neste aspecto, pois não conseguimos avistar nenhum exemplar! Talvez as condições meteorológicas associadas ao barulho metálico das transmissões BTT alertassem os apurados sentidos de audição destes animais… e… ala que se faz tarde!!!! Nem vê-los… Pena!

Com aproximadamente 25km´s percorridos, e a as barrigas já a pedir algum conduto, chegámos ao Arraial do Vale Feitoso, local escolhido para o abastecimento sólido. Como estava a iniciar-se mais uma pancada de água, utilizámos um barracão de guarda de alfaias agrícolas para podermos saborear a magnífica bola de carne e sandes mistas. Fruta, barras energéticas e bebidas ao dispor também constavam nas mesas! Era essencial um bom abastecimento pois daqui em diante a altimetria tornava-se um pouco mais musculada! É disto que esta malta gosta!!!

Do Arraial principal da Herdade do Vale Feitoso seguia-se em pendente ascendente cerca de 3-4 Km’s onde houve espaço para os habituais e salutares “desafios de subida”! A subida apesar de longa é em bom piso, dando para rodar o punho no acelerador… até deitar a língua de fora! Ehehehe… Dizer-vos que esta malta afável de Águeda anda em excelente forma, com especial evidência aos dois elementos femininos!! Muito BTT nas pernas!!!

Estávamos num ponto de altitude que permite observar grande parte dos 7000 hectares da Herdade do Vale Feitoso. Herdade de relevante importância em tempos idos, onde chegaram a existir duas escolas primárias para os petizes dos trabalhadores e uma capela ainda hoje presente. Uma autêntica povoação em ponto pequeno!

Do topo da Serra da Cacheira, descemos durante alguns Km’s para depois circundarmos parte da Barragem de Penha Garcia e enfrentarmos a mais dura subida do percurso. Mais curta que a anterior, mas bem mais inclinada! O desafio superado é presenteado com uma esplendorosa paisagem sobre o lençol de água da barragem e terrenos adjacentes! Fantástica paisagem! Todo o grupo exclamou perante tal cenário!

Temos Penha Garcia a nossos pés! A meio caminho entre as Termas de Monfortinho e a vila de Monsanto, surge o povoado de Penha Garcia. Esta localidade impressiona pela sua posição geográfica, no cimo das cristas quartzíticas da Serra com o mesmo nome, onde ainda se vivem usos e costumes de seculares tradições.

Com os 35km’s a marcar no ciclómetro encetámos uma descida entre as ruas estreitas, becos, pequenos pátios e escadinhas, por entre as casa de pedra, culminando no largo da Igreja Matriz de Penha Garcia. Um troço técnico a brindar a arte e mestria de alguns nesta descida! Apesar de mau tecnicamente… apreciei bastante este pequeno “down-village”!

Temos agora diante dos nossos olhos uma paisagem única! Certamente a que levantou mais admiração em todo o percurso! Avistamos a varanda para o Vale encaixado do rio Pônsul. O deslumbrante desfiladeiro onde à 500 milhões de anos tudo era mar! Avistam-se os famosos conjuntos de antigos moinhos, com a Barragem de Penha de Garcia a sobrepor-se ao longe! Ambiente de grande exotismo, onde a Natureza caprichou, pondo a descoberto interessantes estruturas geomorfológicas e exemplares raros de fósseis (bilobites e trilobites). Simplesmente magnífico! O êxtase sentia-se no seio do grupo! Não esqueçamos que a riqueza geológica (formações quartzíticas), botânica (Mata de Penha Garcia - Vale Feitoso), zoológica (geneta, veado, bufo-real e cegonha), paisagística e os habitats que encerra, motivaram a classificação da área como Biótopo da Serra de Penha Garcia. Um bem a preservar por todos nós!

Seguimos o nosso percurso em pendente descendente, com tanto de técnico como de adrenalínico, pelas ruas estreitas da povoação seguindo as marcas sinalépticas do Percurso Pedestre de Pequena Rota Nº3.

Antes de nos embrenharmos novamente em trilhos TT, efectuámos pequena paragem no Café-Restaurante “O Javali” para uma prova cafeínica, vulgo cafézinho! Ainda houve quem provasse um sumo de cevada para compor o fatinho!!!! Ehehehe…

Após a dose de cafeína fizemos um pequeno troço alcatroado para depois cortar à direita e entrarmos em estradão tipicamente rolante e bastante rápido onde os mais velozes atingiram altas velocidades…somente abrandadas à passagem de pequenos ribeiros e charcas de águas fluviais. Na verdade, pontos de água a ultrapassar foi coisa que abundou ao longo do percurso…. proporcionando situações bem divertidas e hilariantes… como sempre!

A hora era já adiantada… e os km’s percorridos atingiam o previsto inicialmente (54Km’s)! As Termas de Monfortinho eram já ali à frente…inclusive havia uma placa a identificar isso mesmo, no entanto o Guia de Passeio, Abílio Fidalgo, ainda tinha algumas surpresas reservadas para o final de etapa! Fizemos a aproximação às Termas por uma zona de grande vegetação e em single track percorremos algumas centenas de metros ladeando de novo o Rio Erges. Espectacular paisagem e single-track… pena foi mesmo ter iniciado de novo a chuva… e agora com alguma força!!!

A entrada no recinto dos Balneários Termais foi o culminar do passeio, onde ainda tirámos umas fotografia de grupo junto ao busto do Dr. José Gardete Martins (1869-1957), médico de espírito entusiasta e persistente, que, enfrentando inúmeras dificuldades e incompreensões, dedicou toda a sua vida à causa da utilização terapêutica das águas da Fonte Santa. Honra lhe seja feita!

Se de convívio, diversão e aventura este passeio foi feito, a estes condimentos juntámos no lanche-ajantarado oferecido no Hotel Fonte Santa, conforto, saber receber e requinte gastronómico! Foi sem dúvida o culminar de uma dia memorável, para todos nós, onde o BTT foi factor de união e convívio! A título pessoal, não posso deixar de agradecer o convite do Amigo Fidalgo para fazer parte da história deste passeio, bem como a todos os presentes, pela companhia, camaradagem e gentileza durante estes “Trilhos Exclusivos de Monfortinho - 2011” A vós… Muito Obrigado!


Para quando o regresso? Iniciativas vencedoras não se alteram… repetem-se! Assim sendo, está agendada repetição, para todos aqueles que queiram usufruir da estadia no grupo “Ô Hotels & Resorts” - Termas de Monfortinho, e usufruir de uma programa em tudo idêntico a este, nos dias 30 de Abril, 28 de Maio e 24 de Setembro. Atrevam-se…


Abraço a Todos - João Valente


6 comentários:

Fidalgo disse...

Eu é que agradeço atua presença. Aproveito também para agradecer a todo o pessoal que participou, em especial, ao Daniel Oliveira, que mais uma vez juntou o seu grupo de amigos nas Termas de Monfortinho; Ao Agnelo pelas excelentes fotos e video; Aos colegas de trabalho, Paulo e Felipe pela companhia no levantamento do percurso e ao Sr. José marques, o homem do apoio.Um abraço para todos.

FMicaelo disse...

Excelente aventura! Uma verdadeira Fidalguia poderá dizer-se! Boas fotos, uma boa reportagem e claro um grupo que pareceu bem animado.... a ver se para uma próxima eu consigo ir! Aqueles trilhos têm aparência de excelentes!

Agnelo disse...

FOi mesmo um dia bem passado. Faltou a "caça grossa" mas pronto, andavam escondidos com medo do canivete do Fidalgo. O grupo de pessoas presentes era bem simpático e até houve algumas senhoras que nos ensinaram como se sobe... Muito bom.

Abraço
AQ

Luis disse...

Excelente passeio de BTT. Obrigado ao Fidalgo e ao Agnelo pela paciência.
Boas pedaladas

luisacaires disse...

Foi um prazer ter participado nesta aventura pelos trilhos exclusivos de Monfortinho. Para além da excelente escolha de trilhos, é necessário também destacar a simpatia com que fomos acolhidos. Todos, sem excepção, foram de uma disponibilidade/ amabilidade extrema o que contribuiu para que passássemos um dia impar.
Conforme o João diz "Iniciativas vencedoras não se alteram… repetem-se!", por isso, ficamos à espera de notícias.
Até breve.

PS - excelente reportagem e fotos!!!!

Carlos Guerreiro disse...

Boa tarde,
Tem track gps para umas voltas este fim-de-semana em Monfortinho?