sábado, 19 de março de 2011

Em nome do Pai!

Boas a todos!
.
Já foi titulo de um filme... hoje é titulo deste singelo post, como que em jeito de homenagem a todos os pais e filhos do mundo inteiro. Porque hoje vamos falar de ser filho, ser pai.
.
Tenho o previlégio de ser filho e igualmente ser pai. Diz-se por ai que hoje em dia ser-se criança já não é o mesmo que era à 3 décadas atrás. Será mesmo assim? Talvez... Hoje dominam as playstations, a tv por cabo, o Magalhães na mesinha de cabeceira, os amigos virtuais, o ambiente desinfectado de casa, em detrimento da futeboladas com os amigos da rua, do esfarrapanço de bicicleta a tentar equilibrar-se no selim, do jogo das escondidas com as miudas e chegar a casa todo sujo depois de beber água em fontes e mangueiras, sem que nada nos acontecesse.
.
Recordo com saudade os tempos em que era pirralho e que ir com o meu pai a algum lado era sinónimo de aventura, expectativa, sono inquieto e sei lá mais o quê, tudo á espera que o dia amanhecesse e fossemos fazer mais uma incursão á pesca, uma espera aos pássaros com as pressões de ar em riste, umas futeboladas na Pires Marques ou umas pedaladas de pasteleira, nem que fosse até à Srª de Mércules... bons tempos! Hoje ficamo-nos por um copito de tinto, um ovelheiro que transpirava no pão e uma amena cavaqueira que nos fez sorrir a ambos!
.
Nos dias de hoje será mais dificil senão impossivel actuar assim, julgamos nós. Refugiamo-nos na desculpa do trabalho a mais, cabeça a menos para aturar as tropelias, e claro, sem querer empurramo-los para o mais fácil - o videojogo, o amigo virtual, a pasmaceira de casa. Mas se julgamos assim, julgamos mal!
.
É possivel reviver com alegre recordação esses tempos e claro dar aos nossos petizes continuados motivos de alegria e expectativa. Não é o brinquedo mais caro o que lhes dá mais alegrias... 5 minutos de qualidade com o seu pai interessado, interessante, desafiador de novas aventuras, dá-lhes mais sorriso na face que uma consola de 300 euros. É o que a minha parca experiencia de pai me diz até agora!
.
E recentemente tive, mais uma vez, essa confirmação. Bastou-me desafiar o meu pirralho a ir ao Passeio do Dia do Pai promovido pelo amigo Rui da Amieiro Bikes e foram logo 2 dias em que não falava de outra, contando insistentemente a amigos e avós, chegando ao ponto de lhe incomodar o sono. E no dia, ainda a faltar horas para o timing marcado, a ansiedade era já grande..."Olha que já são 14 horas pai!" E eu pai "babado" só podia sorrir... tenho a certeza que hoje fiz o meu filho feliz!
.
O passeio Pais & Filhos da Amieiro Bikes pretendia isso mesmo - uma boa convivência entre pais e filhos, em torno de um dos brinquedos mais acessiveis, duradouro e fomentador de boas horas de diversão que podemos oferecer a uma criança - a bicicleta. E o objectivo foi conseguido! Sem sermos muitos, a verdade é que passamos uma tarde agradável na companhia uns dos outros, fomentando-se inclusive novas amizades, em torno desta maluqueira que são as bikes.
.
Numa voltinha circular á cidade, acaba por ficar para a história os inumeros quilómetros de fotos tiradas, um brutal acumulado de sorrisos infantis e uma excelente média de horas de qualidade na relação pai-filhos!
.
Amigo Rui obrigado pelo passeio. Restantes companheiros obrigado pela companhia! Miudos e graudos - desfrutem da companhia uns dos outros... a vida é demasiada curta para se passar em frente á TV.
.
.
FMike :-)

1 comentário:

BTT-ALBI disse...

Apenas para dizer: Bonito Post.
Parabéns.