terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Pelos Caminhos da Fé... a pé!

Boas a todos!
 
Hoje não vou falar-vos em grandes aventuras, na companhia de bons amigos e a bordo das nossas queridas "amantes" de duas rodas... Ja me aqui ouviram falar diversas vezes que para tudo há um tempo na vida... até para para caminhar, porque o Caminho, faz-se andando (ou no nosso ideal, pedalando)!
 
.
 
Pela prosapia inicial e pelo titulo sugestivo, provavelmente, surgiu nas vossas mentes um "deja vu" que a alguns de vós trará inumeras e saudosas memorias... Sim falo-vos da nossa aventura até Santiago, no já distante Verão de 2010.... numa palavra, saudade!
 
.
 
Pois bem, há muitos caminhos e maneiras de lá chegar, e quem sabe, se esta não será mais uma forma de manter, pelo menos, bem acesas essas memorias fantasticas daqueles 4 dias fabulosos!
 
.
 
Na vida cruzamo-nos com muita gente, familia, amigos e colegas, alguns com um cantinho especial na nossa vida. Foi assim que surgiu a possibilidade de me juntar (nem que seja só uma vez), a um grupo muito especial, hoje constituida "formalmente" como a Confraria dos Caminhos, que não é mais que um grupo de amigos, alguns meus particulares, que fazem do gosto da caminhada, pelos caminhos da fé, seja em direcção a Fátima ou em direcção a Santiago, uma "estranha" forma de viverem os seus tempos lúdicos!
 
.
 
Como os desafios, são apelidados de aventuras por quem os faz, nada como ser-se visionário e aventureiro! E estes são de certeza, pois propuseram-se fazer uma coisa tão simples e original, como ir "A pé, da minha casa até Santiago de Compostela"! Simples, diferente, no fundo fantástico!
 
.
 
Felizmente tenho naquele grupo, bons amigos, que numa rara oportunidade de lazer, tive o previlégio de acompanhar, numa das etapas que se propoem fazer, até atingirem os 500 km que separam as suas "albicasas" do saudoso Santiago, a etapa que separou Peroviseu a Belmonte, numa extensão de 31 km, mais metro, menos metro.
 
.
 
A minha expectativa era muita, sobretudo pelos bons momentos ja vividos. Assim, mal chegou o passado sábado, lá pelas  05:00h da matina, meti o nariz fora da janela e aspirei o ar da madrugada... nada se via, tal era o nevoeiro e humidade que pulava no ar... sem stress, havemos de lá chegar, neste dia que prometia algum frio, bátegas de água e um sol muito envergonhado. Ás 06 h reunimos as "tropas" na rotunda do Modelo, e cumpridas as praxes e algumas apresentações para conhecer o resto da malta, rumamos a Peroviseu, onde iria iniciar-se a aventura do dia!
 
DSC05621
 
Quando chegamos a Peroviseu, perto das 07 h, era ainda noite na aldeia, mas nada nos demoveu de "atacarmos" a serra que nos separava do Ferro, a povoação onde esperavamos cafeinizar "as almas". 15 aventureiros, entre "benjamins estreantes" (Eu!) e "super veteranos", sabiamente guiados pelo Joaquim Branco e o seu pequeno Garmin Dakota, fizemo-nos à encosta da serra do Meal Redondo, uma zona que nao conhecia e onde nunca tinha pedalado ou caminhado. Boas paisagens, e um bom trilho, sem duvida, a pedir novas visitas!
 
DSC05626
 
No Ferro, este grupo animadissimo, apesar da hora matutina, pôs logo em alvoroço as gentes que aquela hora ainda esfregavam os olhos, encostados ao balcão, "arrancando" sorrisos e gargalhadas até aos mais sisudos, tal era a boa disposição reinante... até a pé, a malta ri, convive, desfruta!
 
.
 
Depois do Ferro, a "senhora" que se seguia era Peraboa, já no concelho da Covilhã, onde o tempo frio e por vezes chuvoso, não amedrontava os 15 caminheiros, seguindo sempre em amena cavaqueira, recortados aqui e ali com alguns ditos mais caprichosos e brincadeiras entre amigos, a mostrar que aquela malta, já palmilhou muito km junta!... simplesmente bons amigos!
 
.
 
Se tal havia duvida, depressa se dissipariam, pois em Peraboa, por altura do 2.º "abastecimento" da manhã, as senhoras, mostraram como é que se aguentam os kms nas pernas: - com uma boa "dose" do espirituoso vinho do Porto! Ah pois é!...
 
DSC05666 
 
A hora do almoço aproximava-se, e desta vez não era necessário puxar das mochilas, pois o Fernando (outro, que não eu!) tinha ali "preparado" um festim de boa grelhada mista , bem acompanhada e regada, num restaurante chamado o "Cangas", que nos mostrou que nestes cantinhos também se come bem e barato! Muito bom! Entre bons momentos de boa disposição, piadas e converseta, houve ainda tempo para alguma da malta, apreciadora do desenho, esboçar alguns "rabiscos", que eu considero arte, tal é o "retrato vivido" que os autores apresentam... "máquinas fotograficas" que registam com outros pixeis... a lapis!
 
.
 
Ora estavamos na reta final a pouco mais de 10 km do destino, mas com a parte mais dura do dia para vencer, como se costuma dizer, com o "rabo para esfolar"! Esperava-nos a subida da Serra da Esperança, um "caroçito" que nos leva quase aos 700 m de altitude, ali encravada entre a EN e a A23, paredes meias com a Estrela. Bonito local e um excelente trilho para pedalar futuramente!...
 
. 
 
A ingreme subida leva-nos até um alojamento satelite da Pousada de Belmonte (na outra vertente), chamada de Casa Rural da Chandeirinha, um local muito bonito, tipicamente beirão, com umas vistas fantasticas! Dali é possivel abarcar uma visao de 180 graus sobre todo aquele vale, dando uma perspectiva que só permite uma conclusão... vivemos numa zona lindissima!
 
.
 
.
 
Passado o cume, reagrupamos as tropas e iniciamos alguma descida, agora com a companhia ventosa e fria da Estrela, com Belmonte mesmo à nossa frente, a brilhar ao sol timido da tarde, onde entramos perto das 16 e picos, aproveitando para irmos até ao Castelo, local onde vislumbramos a única seta amarela do percurso...
 
. 
 
Depois de algumas fotos, pinceladas e meia duzia de bejecas para os mais sequiosos, deu-se por terminada a aventura com uma foto de grupo frente ao Panteão dos Cabrais, rumando-se mais tarde a C. Branco onde chegamos já com a noite.
 
.
 
E o que fica deste dia? Algumas saudades de aventuras passadas, excelentes momentos a caminhar com bons amigos, e sobretudo um enorme desejo de voltar a partir de mochila ás costas, a pé ou de bike pelos Caminhos da Fé - Fátima ou Santiago, até onde o coração e as pernas nos levarem...
 
FMike :-)
 
 
Todas as fotos FM no Flickr:
http://www.flickr.com/photos/fmicaelo/sets/72157632505442607/

PS: Deixo aqui, em jeito de voto de felicidades, uma foto do meu amigo João Valente, que reflete o momento de felicidade, que vive neste momento, pois recebeu a visita da "cegonha". Aos 3, papá e mamã babosos e à linda filhota, muitas, muitas felicidades pela vida fora!

5 comentários:

jaime matos disse...

Aqui mais um caminhante. Como diz o meu Grande e Velho Amigo Mike, existem muitas formas de fazer o caminho, esta é uma delas. E foi..., foi mais uma oportunidade de disfrutar com Grandes Amigos, de um dia que começou e acabou frio, mas que durante todo o dia se encheu de calor, calor esse himano de confraternização e alegria. Terminou com a noção de um dia muito bem passado, com umas belas imagens que ficam na retina e na mente e nos acalentam para mais um percursso, que do ponto de vista técnico poderá ser mais exigente, mas do ponto de disponibilidade, nos permite roubar mais uns "quilómetrozitos" ao nosso objetivo principal, "Da nossa casa até Santiago".
E fico-me por aqui, pois prosa, desenhos e fotografias hà quem faça muito melhor que eu. Obrigado Amigo pela tua companhia e...para aguçar alguns apetites, hasta la vista que és dia 2...
Para todos até quqlquer dia. JAime MAtos

joaquim branco disse...

Amigo só desejo ter o prazer da tua companhia nesta missão.

ULTREIA

xquim branco

joaquim branco disse...

Amigo só desejo ter o prazer da tua companhia nesta missão.

ULTREIA

xquim branco

Pinto Infante disse...

amigo Micaelo
caminhas-te ao lado de grandes reforços!!!
O Matos, companheiro e amigo de longa data, veterano nessas andanças de Santiago. O Gaspar, um veterano e meu companheiro de luta dia a dia....
um post neste cantinho, que espelha os nossos passatempos passados em muito boa companhia.
um ganda abraço
Pinto Infante

Pinto Infante disse...

esqueci
já o fiz via telemovel, mas não posso aqui desejar as maiores felicidades aos PAIS babosos.
João, bem vindo ao mundo dos Pais, e que sejas tu e tua cara metade muito feliz .
Pinto Infante e familia