domingo, 25 de outubro de 2009

Um dia de mudanças... sem mudanças!

Confuso??
.
Ou talvez não... No fundo foi isso mesmo...
.
Primeiro que tudo - Boas a todos! :-)

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

O post dos V Trilhos da Raia até já cheirava a maduro, mas a verdade é que os últimos tempos têm sido de ausência da malta BTTHAL em relação ás bikes... trabalho que aperta neste fim de ano, exigencias familiares especiais, de tudo tem ocorrido e contribuido para o nosso afastamento dos trilhos.
Mas hoje, domingo, foi dia de mudanças... sem mudanças (E ele a dar-lhe!...)

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

PRIMEIRA MUDANÇA: A mudança da hora! Esse malfadado gesto continua a marcar-me pois representa o derradeiro suspiro do Verão, que tanto gosto e que se extingue, marcando o desabrolhar do Inverno, que eu tanto detesto mas que é necessário. Mas pronto lá tem de ser e claro foi esta madrugada... Pois é isto de mudar a hora ainda apanha alguns desprevenidos... que o digam o Fidalgo pai&filho que esquecidos de tal mudança, apareceram nas Docas 1 hora antes....eheheheheh lá aproveitaram para fazer o Trek 3 horas à laia de aquecimento porque hoje a voltinha prometia dureza... e cumpriu.

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

Eu lá fiz a minha parte, atrasando o relogio 1 h antes de me deitar perto da uma da matina, o que equivaleu a mais uma horita de sono... e que bem me soube, tal tem sido o cansaço que trago no corpo. Cheguei retemperado e a horas ás Docas, onde se perfilaram pouco a pouco os aventureiros de hoje, destinados a pedalar pela dura zona das Sarzedas - Eu (FMike), Abilio, Agnelo, Bruno, Filipe, João, Luis e o Sergio, perfazendo um bonito número de 8 bons convivas. Faltou o João Afonso, que teve de ir ao HAL com um dedo empanado - companheiro boa recuperação!

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

SEGUNDA MUDANÇA: Mudança dos trilhos! Uma semana exacta separa os Trilhos da Raia da nossa aventura de hoje. Mas foi uma semana que deu bem para mudar muita coisa no panorama "trilheiro". Na Raia fartei-me de comer pó, levar pó, distribuir pó... xiça que até pareciamos mineiros.

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

Mas bastou uma semaninha ás portas do Inverno para tudo mudar. O pó deu lugar ao terreno mais pesado, aos regos mais fundos, ás charcas barrentas, e claro á lama! Até é benvinda (acho que é a unica coisa que gosto do Inverno!... ah... e o Natal! ehehehe)

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

O dia amanheceu orvalhado (outra novidade!), mas com o passar da manhã a temperatura subiu e tornou-se um excelente dia para pedalar, com temperaturas amenas, o ideal. Os trilhos alternaram entre a novidade, os menos conhecido e os mais conhecidos, mas todos eles plenos de beleza outonal, bem emoldurados pelos primeiros sinais das chuvas da última semana. Excelentes trilhos! Quer pela batuta do AQ, alternada pela batuta do Luís, pedalamos em direcção ás Sarzedas, passando pelas Benquerenças de Baixo, local onde fizemos o primeiro abastecimento cafeinico, numa tasquita plena de espirito ciclista.

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

Seguiram-se a Foz da Liria com a sua adrenalinica descida, a imponente e vigorosa subida para os Calvos, a tranquilidade do Vale da Sertã e Teixugueiras, a técnica e arfante subida para as Sarzedas, onde fizemos novo reabastecimento, num dos cafés mais tipicos desta aldeia, onde convivem reliquias de outrora com o choque tecnologico dos dias de hoje. Exemplo disso era o repenicado candeeiro de lustre de roda de carroça, com abatjoures de vasos de resina, bem adaptado ás exigências do futuro, com recurso a lâmpadas de baixo consumo... um must! Ah... o candeeirinho a pitrólio é para os dias em que falta a electricidade! Se o Bill Gaitas vê isto ainda faz um computador de uma caixa de sardinhas, com um rato feito de cordel e um pião! ehehehehe!

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

Dali os trilhos acalmaram um bocadito em termos altimétricos, somente entrecortada com a chegada ao Juncal do Campo e o regresso ao Vale da Pereira por alcatrão até á Tapada das Figueiras, locais onde deu bem para dar algum trabalho de estiramento ás perninhas, a prepará-las para os desafios que por ai vêem.

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

A chegada fez-se já depois das 13 h, com quase 7 dezenas de quilómetros e um bom acumulado de quase 1200 m, mas que mesmo assim não deu para a paga do almoço apostado... AQ tás a dever dois!
.
TERCEIRA MUDANÇA: A tal mudança... sem mudanças! Com a minha Trekinha nova ainda no estaleiro a ultimar uns derradeiros pormenores que a tornarão numa digna Porno-bike (Copyright CLI Freakie-Biker Productiones Espanolas, SA), não me restou outra alternativa que não pegar na SS e ir para os trilhos com ela. Logo fiz uma mudança... sem mudanças!

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

A voltinha prometia dureza e eu já sabia da véspera. Ainda inquiri se seria muito dura para SS e a resposta foi clara "É!...". Mas entre ficar em casa na modorra, com um dia tão bonito, ou apanhar uma coçazita de SS, a opção foi clara! Vamos á dureza! E afinal até se fez. Alguem dizia e com razão: Haja vontade e comiseração que a coisa aguenta-se! E foi mesmo assim. Cada vez mais gosto destas voltinhas em puro espirito de "pasteleira"! Ou não tivesse eu passado a manhã a "bater ovos"! Ehehehehe...

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!

Fiquem bem neste clima de mudanças, em que o Inverno será a mais notória. Nós cá continuaremos neste cantinho a dar conta das aventuras BTTHAL pelos trilhos da Beira, com ou sem lama... com ou sem mudanças!...
.
FMike :-)

2 comentários:

BTT-ALBI disse...

Mais um contratempo a somar a tantos outros ! que dizer deste vez ?
Que as verdadeiras amizades continuem, e que aquele que necessita de ajuda, encontre sempre em nós, uma animadora palavra amiga.Da minha parte "Muito Obrigado".
Quanto à voltinha deve ter sido excelente, e não fosse ela lá para as minha "bandas" ! já o post e as fotos são sempre 5 ***** .
1 abraÇo.

Agnelo disse...

Pois é, um dia sem mudanças, um belo percurso e ver que estás em grande forma. Aguentar um percurso assim com a SS não é para todos, acredita! Foi realmente uma volta dura, com sobe e desce constante e com muitas rampas de grande inclinação e mau piso. Abraço
AQ